Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Nova denúncia contra governador por uso do Arcanjo-06
21/07/2022 07:27 em Novidades

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (Republicanos) teria utilizado um avião-ambulância, na última segunda-feira (18), para “fins políticos” em visita a Caçador, e, por isso, uma criança teria ficado sem meio de locomoção adequado a partir da cidade para atendimento em Florianópolis. A denúncia partiu dos deputados Bruno Souza (Novo) e Jessé Lopes (PL), durante sessão na Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina), nesta quarta-feira (20). O governo estadual prontamente rebateu as acusações, chamando-as de fake news.

“O fim dela não é levar políticos para eventos políticos e sim atender pessoas. Nós tínhamos um bebê precisando de transporte. Quem precisa provar o desvio de finalidade que não afetou ou deixou de atender o bebê é o governo. Nós temos de um lado o desvio de finalidade e a criança que não usou e foi de ambulância por seis horas até o hospital”, disse o deputado Bruno Souza em contato com o ND+.

Jessé Lopes e Bruno Souza referiam-se ao caso de um bebê de três meses vítima de agressão por um casal de cuidadores e que deu entrada no Hospital Maicé.

De acordo com a denúncia, o hospital teria solicitado auxílio para localizar um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para o bebê alertando que “o paciente está muito grave e em situação de comoção muito delicada”.

 

De acordo com nota encaminhada pelo deputado Jessé Lopes, o Estado teria informado que o Arcanjo 6 dos Bombeiros de Santa Catarina estava “em missão” na região onde o caso aconteceu, mas que estava impossibilidade de realizar o atendimento.

Lopes afirmou ainda que a equipe do seu gabinete verificou o diário de bordo da aeronave e constatou que nela estariam o governador Carlos Moisés, deputada Paulinha, deputado Valdir Cobalchini, o chefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, e assessores.

A reportagem do ND+ entrou em contato com a assessoria do governo estadual que afirmou não ser capaz de confirmar na noite desta quarta-feira a autenticidade dos documentos de diário de bordo apresentados pelos deputados, mas que o faria nesta quinta-feira (21).]

Fonte: ND+

COMENTÁRIOS